segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Conhece?... Re


E caiu a noite...
Meu sapato preto se direciona com passos leves em sua direção e em meu rosto um sorriso que chama por outro sorriso... e este antecede o beijo rápido expressando um oi apressado.
() - Ví o trigo, o céu, o mar e senti o vento.(tu)
Tudo se silencia. um olhar cruzado.
() - Deitei sobre a areia, a toquei, e senti sua forma informe intuindo sua ampla extensão e me sentindo por alguns instantes parte dela, dançando a mesma balada e brincando de ainda ser criança no colo.(corps)
()- Olhando do mar para o céu, o azul, o mesmo mistério, profundidade e encantamento que só o desconhecido induz.(regarder)
O velado me matém consciente da possibilidade do engano e me instiga a desvelar...sou curioso.
()- Do trigo posso apenas tocar, puxar alguns grãos e dar risada por ser tão bonita sua coloração.(cheveu)
()- Do vento só tenho fragmentos ou arrepios, quando não, uma leve brisa passageira.(paroles)
E veio o amanhã...
Essa é a minha comunicação com esse mundo.

Um comentário:

Alerkina disse...

hummm século XVIII?
rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
gostei, vc despertou sua dýnamis de poeta...
hummm nobel te espera...
rsrsrsrsrs